top of page
Julia - Capa Youtube.png
  • Foto do escritorJulia Marques

Sindicato de roteiristas canadense considera adotar estratégias após acordo nos EUA.

O Sindicato dos Roteiristas do Canadá (WGC) expressou interesse em adotar algumas das estratégias utilizadas pelo Sindicato de Roteiristas de Hollywood (WGA) nos Estados Unidos, após o acordo provisório que pôs fim à greve de 146 dias. Victoria Shen, diretora executiva do WGC, afirmou que estão examinando de perto os detalhes do acordo.


Alex Levine, presidente do WGC, elogiou a força e resolução coletiva demonstrada pela WGA ao longo da greve. Em outubro, o WGC iniciará suas próprias negociações com a Canadian Media Producers Association (CMPA), representando os produtores independentes no Canadá.


A greve, que durou desde maio, envolveu negociações salariais e várias questões, incluindo a dificuldade em receber remunerações ajustadas à inflação e a demanda por séries de temporadas mais curtas. Um ponto central foi a falta de pagamento por ganhos residuais, um tema de grande importância para os roteiristas.


Além disso, a greve abordou a regulamentação do uso de Inteligência Artificial (IA) na produção de conteúdo. Enquanto os roteiristas defendem uma legislação que proíba o uso de IA na escrita ou adaptação de material, a AMPTP solicita reuniões anuais para discutir o progresso da tecnologia e seu uso em projetos de desenvolvimento.


A pressão da greve levou à paralisação da maioria dos projetos de grandes e pequenos estúdios americanos até a assinatura de novos contratos, impactando significativamente a indústria do entretenimento.


*[Fonte: THR]*

Comments


bottom of page