top of page
Julia - Capa Youtube.png
  • Foto do escritorJulia Marques

Review | Napoleão.

O novo filme produzido pela Apple Studios e pela Scott Free Productions conta com duas versões: a que vai ao cinema com cerca de 2 horas e 30 minutos e que vai ao streaming como versão do diretor contará com cerca de 4 horas de duração. Nós assistimos o filme que vai chegar aos cinemas de todo o mundo e é sobre ela que vamos falar aqui.


O longa foi pensado e produzido para ter seus momentos de descontração porque no geral ele é mais sobre as grandes batalhas que Napoleão Bonaparte liderou desde sua ascensão no governo francês. As cenas de batalha foram as melhores e mais bem produzidas em muito anos ainda mais que Ridley Scott - grande diretor de filmes de guerra como por exemplo: Gladiador - comandava o longa, então, podemos afirmar com certeza que a fotografia era impecável.


O filme oferece uma visão deliciosamente provocativa do imperador francês, interpretado de maneira insinuante por Joaquin Phoenix. Scott destaca a relação apaixonada e desesperadora entre Napoleão e Josephine, interpretada por Vanessa Kirby, retratando-os como o equivalente ao casal Burton e Taylor da França imperial. O filme aborda eventos históricos, como a campanha egípcia e a execução de Maria Antonieta, mas omite a reintrodução da escravidão nas colônias francesas por Napoleão. A narrativa inclui uma emocionante cena de ação que representa a audaciosa investida de Napoleão contra os britânicos em Toulon, solidificando sua reputação como estrategista e inimigo dos ingleses. Scott equilibra momentos dramáticos com humor, destacando a rivalidade naval entre França e Inglaterra. A interpretação vigorosa de Phoenix como Napoleão é elogiada, destacando seu desempenho robusto e convincente, que é central para o filme. Scott não busca explorar significados metafísicos complexos, mas proporciona ao público um filme repleto de espetáculo, emoção e a interpretação cativante de Phoenix.




Comments


bottom of page